A Importância das Florestas para a Mitigação do Clima na COP-21

comercializamos-creditos-de-carbono

A Importância das Florestas para a Mitigação do Clima na COP-21

            Desde o estabelecimento da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, em 1.992, a comunidade internacional tem observado o rápido e complexo desenvolvimento do papel das florestas na política das mudanças climáticas globais. De fato, além dos oceanos, as florestas desempenham um papel fundamental na mitigação da mudança do clima, pois elas contribuem para a estabilidade ambiental, mitigando as temperaturas extremas e aumentando as precipitações regionais, prevenindo a erosão e deterioração do solo, além de ser um dos sumidouros de carbono mais importantes, pois removem carbono da atmosfera por meio da fotossíntese, convertendo o carbono atmosférico em matéria orgânica, armazenando mais carbono do que a atmosfera e as reservas mundiais de petróleo juntos. Entretanto, o Protocolo de Quioto, adotado em 1.997 na COP-3, apesar de representar um importante passo na busca de um arranjo multilateral para enfrentamento das mudanças climáticas, não incluiu para o primeiro período de compromisso (2008-2012) qualquer mecanismo relativo às emissões por desmatamento, estabelecendo que apenas as variações líquidas de emissões de remoções por sumidouros (estabelecimento de novas florestas e reflorestamentos) poderiam ser computadas para o atendimento das metas de redução das Partes incluídas no Anexo I (países desenvolvidos com compromissos quantificados de limitação e redução de emissões). Sendo assim, as emissões de gases de efeito estufa e aerossóis, oriundos do desmatamento e queimadas continuaram elevadas, agravando o aquecimento global. Passados 18 anos do advento do Protocolo de Quioto, ocorrerá em Paris, França, entre os dias 30 de novembro a 11 de dezembro deste ano a 21ª. Conferência das Partes (COP-21) e a 11ª. Sessão da Conferência das Partes na qualidade de reunião das Partes do Protocolo de Quioto, e uma das principais discussões serão a respeito das negociações de crédito de carbono (precificação) e a mitigação de emissões de dióxido de carbono – CO2. Uma das atividades mais relevantes que se valem de florestas plantadas diz respeito às negociações de crédito de carbono florestal, por causa das oportunidades de mitigação de emissões de CO2 pelas árvores plantadas e de preservação das matas nativas a elas associadas. O plantio de florestas, a adoção de processos de gestão mais eficazes e amplos, a recuperação de áreas degradadas e a preservação de matas nativas atuam para reduzir a concentração de CO2 na atmosfera. É neste contexto que o Brasil deve levar importante contribuição à COP-21. É reconhecido que árvores jovens são mais eficientes do que as adultas no sequestro de carbono. Incentivar o plantio de florestas e atividades que precisem dessa matéria-prima é atuar em benefício do planeta. Segundo Elisabeth de Carvalhaes, presidente-executiva da Ibá – Indústria Brasileira de Árvores, os plantios destinados à produção e nas áreas de conservação, a formação e a manutenção de estoques de carbono resultam em remoções dos gases de efeito estufa, com a consequente redução de sua concentração na atmosfera e durante todo o tempo em que o estoque for mantido. Vale ressaltar que, em 2014, os 7,7 milhões de hectares de áreas de plantios florestais no Brasil foram responsáveis pelo estoque de cerca de 1,7 bilhão de toneladas de CO2, o que equivale a um ano das emissões nacionais. Além da manutenção ou aumento dos estoques de carbono, cada produto originário de árvores plantadas pode evitar ou reduzir emissões associadas ao uso de produtos oriundos de matérias-primas fósseis ou não renováveis. Além de questões estruturais, os principais desafios à expansão do setor estão vinculados à base plantada. O aprofundamento de mecanismos existentes e o desenvolvimento de novas alternativas, que valorizem economicamente os benefícios climáticos gerados pelo setor, representam sinergias positivas de grande valor para o desenvolvimento sustentável brasileiro.Marco Antonio Alegre

https://www.facebook.com/uniaomeioambiente

uniao meio ambiente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s